(Foto: Darlene Silveira)

Ciclo de Audições Comentadas "Essas Mulheres" na Discoteca Pública Natho Henn

Publicado em 12/03/2020

 

A Discoteca Pública Natho Henn, da Casa de Cultura Mario Quintana, retoma, neste mês de março, uma de suas programações que mais têm feito sucesso: os ciclos de audições comentadas. Ano passado, as sessões do ciclo “Música & Política” foram sucesso de público.
Desta vez, a ideia é ouvir a mulher. E mulher falando de mulher. Ou melhor, mulheres: cada uma com sua personalidade, suas ideias, sua linguagem, falando de outras mulheres e as peculiaridades da trajetória e da obra de cada uma delas. Para um universo múltiplo e diverso, abordagens igualmente múltiplas e diversas.
O ciclo “Essas Mulheres" terá quatro sessões, entre março e abril, em que jornalistas, radialistas, escritoras, professoras, editoras – todas elas em evidência na cidade, atentas e ativas nas discussões culturais e de gênero, e tendo em comum a paixão pela música e pelas letras – falam sobre discos de artistas femininas lançados recentemente. O ciclo de audições comentadas acontece às quintas-feiras, a partir das 19h, com entrada franca.

 

Programação:
19/03 – NANNI RIOS comenta “Mansa Fúria” (2018), de JOSYARA
26/03 – FERNANDA BASTOS & LAURA GUERRA comentam “Lemonade” (2016), de BEYONCÉ
02/04 - LIZ DE BORTOLI comenta “Selvática” (2015), de KARINA BUHR
16/04 – ATENA BEAUVOIR comenta “Pajubá” (2017), de LINN DA QUEBRADA

  

SERVIÇO:
Ciclo de Audições Comentadas “Essas Mulheres”

Quando: dias 19 e 26 de março e 02 e 16 de abril
Horário: 19h
Onde: Auditório Luís Cosme da Discoteca Pública Natho Henn, 4º da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico - Porto Alegre)
Ingressos: entrada franca

 

As palestrantes:

NANNI RIOS (19/03)
Nanni Rios é jornalista, livreira, produtora cultural e DJ, mora em Porto Alegre há 10 anos. Foi apresentadora do “Programa Gay” nas rádios Ipanema FM e Mínima FM, e da “Virada Mix” no extinto canal Octo da RBS TV. Assina a curadoria de livros e atividades da Livraria Baleia, com estantes dedicadas à autoria feminista e às temáticas de gênero, sexualidade e direitos humanos. Produz as festas de música brasileira “Tieta” e “Cadê Tereza?”, ambas com foco na valorização da diversidade - cultural, musical e étnica - brasileira em Porto Alegre. Como DJ, já abriu shows de artistas como Elza Soares, Di Melo, Meta Meta, Johnny Hooker, Jaloo e Caio Prado.

 

FERNANDA BASTOS e LAURA GUERRA (26/03)
Fernanda é jornalista, editora e poeta. É editora geral da Figura de Linguagem, casa editorial sediada em Porto Alegre da qual é uma das fundadoras juntamente com o escritor e crítico literário Luiz Mauricio Azevedo.  É autora de 'Dessa Cor' (Figura de Linguagem, 2018). Também é colunista do portal Literatura RS e atua como repórter na TVE RS. É mestranda em Comunicação no Programa de Pos-Graduação em Comunicação da UFRGS. Integra o Núcleo de Pesquisa em Comunicação Pública e Política (Nucop) e o Observatório de Comunicação Pública (Obcomp) vinculados ao PPGCOM/Ufrgs.

Laura é jornalista e doutoranda no Programa de Pos-Graduação em Comunicação da UFRGS. Integra o Núcleo de Pesquisa em Comunicação Pública e Política e o Observatório de Comunicação Pública (Obcomp) vinculados ao PPGCOM/Ufrgs. É mestra em Ciências da Comunicação pela Unisinos (2018), graduada em Jornalismo pela PUCRS (2015) e cursa História na UFRGS.

 

LIZ DE BORTOLI (02/04)
Locutora concursada na Rádio da Universidade (1080 AM), onde trabalha com a programação de música erudita, apresenta jornais e o quadro Literatura, produz programas especiais e também Prólogo, webprograma sobre teatro, no qual é apresentadora e produtora. Liz é bacharel em Letras pela UFRGS e durante cinco anos foi locutora-apresentadora concursada da Fundação Piratini, tendo apresentado os programas “Tarde Popular Brasileira”, “Estação Cultura”, “Cultura Rock Show”, “Na Trilha da Tela”, “Cultura Clube” na FM Cultura e “Radar” na TVE. Também dá aulas de produção textual no curso técnico de Rádio e TV da Escola Padre Landell de Moura.

 

ATENA BEAUVOIR (16/04)
Escritora, poetisa, slammer, professora e filósofa, Atena é figura destacada em eventos e performances que falam sobre visibilidade LGBT e de resistência à violência contra pessoas trans
em Porto Alegre. Publicou as obras “Contos Transantropológicos”, com histórias sobre identidade e gênero, “Libertê: poesia, filosofia e transantropologia”, em que aborda conceitos da filosofia sartreana, a partir de reflexões sobre identidade, liberdade e autonomia existenciais, e “Phóda”, em que reflete sobre a obra História da Sexualidade, de Michel Foucault.

Patrocinador Master
Patrocinador
Realização