Foto: Dulce Helfer

Documentos registram a participação do poeta nos movimentos que antecederam a criação da Secretaria de Estado da Cultura

Publicado em 25/08/2020

POR LUDWIG LARRÉ - CCMQ/ASCOM SEDAC
 

Núcleo de Acervo e Memória da CCMQ guarda documentos que registram a participação do poeta
nos movimentos que antecederam a criação da Secretaria de Estado da Cultura

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Cultural (Codec), que viria a ser um dos embriões da Secretaria de Estado da Cultura, foi criado em 21 de abril de 1987, durante o governo de Pedro Simon. Um ato da mesma data extinguia o Conselho Estadual de Cultura, que havia sido fundado em 1968.

Entre os dias 24 e 28 de abril de 1989, ocorreria o 1º Congresso Estadual de Cultura, quando foi proposta a criação da Secretaria de Estado da Cultura. Até então, as atividades culturais do Governo do Estado do Rio Grande do Sul foram geridas pelo Departamento de Cultura e pela Subsecretaria de Cultura (estruturas da Secretaria da Educação) e, por fim, pela Secretaria da Cultura, Desporto e Turismo.

Em 1990, houve finalmente a criação de uma secretaria exclusiva para o campo cultural, a partir dos debates ocorridos no Congresso mencionado.

Mario Quintana foi um dos integrantes do Codec, constituído em 1987. O Núcleo de Acervo e Memória da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) resgatou documentos que contam um pouco dessa página da história.

O arquivista da Secretaria de Cultura do Estado, Alexandre Veiga, responsável pelo Núcleo de Acervo e Memória, observa que, embora não tenha havido maior protagonismo do poeta, em função da idade, houve um empenho dos demais conselheiros em manter a participação de Mario Quintana. “Temos um cartão redigido à mão pelo poeta, informando que não pôde comparecer à reunião, sendo representado pelo diretor da CCMQ, Sergio Napp”, relata Alexandre.

(Documento 1 - Texto do bilhete) 

 "Sr. Diretor do Conselho Estadual de Desenvolvimento Cultural,
Cordiais Saudações,
Não podendo, por motivos de força maior, assumir pessoalmente o honroso cargo a que fui convidado, peço que me represente no ato o DD. Diretor da Casa de Cultura que leva o meu nome - o sr. Sérgio Napp.

Mario Quintana

Porto Alegre, 27 de julho de 1987"

 

O Núcleo de Acervo e Memória da CCMQ guarda ainda uma Ata da Sessão Plenária do Codec, realizada em 26 de agosto de 1987 (Documentos 2 e 3).  O documento registra a proposição do conselheiro Luiz Coronel no sentido de conferir a Mario Quintana o título de Presidente de Honra do Conselho Estadual de Desenvolvimento Cultural. A proposta não foi efetivada por não encontrar respaldo no Regimento Interno do órgão.

O arquivista Alexandre Veiga também destaca duas atas de sessões do Codec, que citam a ausência justificada do poeta (provavelmente em razão da idade). A assinatura de Mario Quintana também está registrada em uma carta de renúncia coletiva dos membros do Conselho Estadual de Cultura Provisório, em 1991, para permitir que o governo de Alceu Collares, recém empossado, nomeasse novos integrantes do órgão (Documentos 4 e 5).

 

CLIQUE PARA AMPLIAR
Patrocinador Master
Patrocinador
Realização