Produção da Natural Filmes faz registro histórico e mostra o funcionamento da CCMQ | Foto: Kevin Nicolai

Produção audiovisual marca os 30 anos da Casa de Cultura Mario Quintana

Publicado em 14/09/2020

POR LUDWIG LARRÉ - CCMQ/ASCOM SEDAC

O documentário produzido pela Supernatural Filmes, com direção de Mirela Kruel, registra os 30 anos da Casa de Cultura Mario Quintana. O lançamento acontece às 20h do dia 24 de setembro, véspera da data em que a Instituição foi criada, no ano de 1990. “O aniversário da Casa de Cultura é um momento muito importante na história cultural do Estado. Celebrar o marco com essa programação é valorizar a memória da instituição e o público que frequenta o espaço. É uma forma de acessar a Casa neste momento de distanciamento social”, observa Diego Groisman, diretor da CCMQ. A produção audiovisual ficará disponível no canal do YouTube da CCMQ (http://bit.ly/youtubeccmq).

Com 15 minutos de duração, a trilha sonora do documentário tem músicas de Bruno Kiefer e de Vitor Ramil. Mirela Kruel, que recentemente dirigiu cenas documentais para a novela “Amor de Mãe”, da Rede Globo, trabalha sobre o roteiro de Théo Tajes, com locução da atriz gaúcha Mirna Spritzer e depoimentos de personagens que fizeram a história da CCMQ.

Entre narrativas de personalidades do meio artístico e da produção cultural, estão impressões da atriz e escritora Bruna Lombardi, relatos da secretária de Cultura do Estado, Beatriz Araujo, e do arquiteto Flavio Kiefer – um dos responsáveis pela transformação do antigo Hotel Majestic em Casa de Cultura. A Associação dos Amigos da Casa de Cultura Mario Quintana (AACCMQ) também contribui com essa construção de memória. Outros testemunhos de valor histórico são de Maria Camargo Porcello, neta dos antigos proprietários e moradora do Hotel Majestic, e de Carlos Appel, primeiro titular da Secretaria de Estado da Cultura, criada também em 1990, instituição da qual a Casa de Cultura compõe a estrutura.     

O diretor da CCMQ ressalta que o convite à diretora Mirela Kruel vai além do registro dos 30 anos da Instituição. “É mais uma porta de acesso, mais uma janela de vislumbre para que o público usufrua da estrutura da Casa de Cultura, das instituições e equipamentos culturais do Estado aqui sediados. O documentário percorre e explica o funcionamento dos espaços da CCMQ”, resume Diego Groisman.

Mirela Kruel é diretora do longa-metragem “O Último Poema”, que ganhou prêmio de Melhor Documentário de Arte no Festival Internacional de Cinema de Bogotá, em 2015, e do documentário “Catadora de Gente”, vencedor do Kikito de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Gramado e Menção Honrosa no Festival Internacional de Documentários “É Tudo Verdade”, em 2018. Também vencedora de outros prêmios, como Melhor Filme no Festival Internacional de Curtas Metragens de Brasília.

CLIQUE PARA AMPLIAR
Patrocinador Master
Patrocinador
Realização