Estudantes assistiram capítulo da websérie Afro’N’Talks na Cinemateca Paulo Amorim | Foto: Daniel Scheffel Corrêa da Silva

Assessoria de Diversidade da Sedac exibe websérie para alunos da Fundação Pão dos Pobres na CCMQ

Publicado em 12/11/2021

POR LUDWIG LARRÉ | ASCOM CCMQ
 

A Secretaria de Estado da Cultura, por meio da assessoria de Diversidade, e do RS Criativo– programa estratégico do Governo do Rio Grande do Sul para a promoção e desenvolvimento de cadeias e arranjos produtivos relacionados à economia criativa – viabilizaram, nesta sexta-feira, 12 de novembro, uma sessão especial de exibição do primeiro capítulo da websérie Afro’N’Talks para alunos do ensino médio da Fundação Pão dos Pobres Santo Antônio.

A exibição aconteceu na Cinemateca Paulo Amorim, instituição da Sedac sediada na Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ - Andradas, 736 – Centro Histórico de Porto Alegre). Desenvolvida em quatro capítulos, que recontam a História do povo negro no Rio Grande do Sul, a websérie Afron’talks, produzida pela a Odabá Associação de Afroempreendedorismo, foi viabilizada por meio do Edital Criação e Formação - Diversidade das Culturas, lançado pela Sedac em parceria com a Fundação Marcopolo, com recursos oriundos da Lei nº 14.017/2020, a Lei Aldir Blanc.

Os alunos do Pão dos Pobres foram recepcionados pela coordenadora do RS Criativo, Carol Bilberg, pela assessora de diversidade da Sedac, Clarissa Lima, e por integrantes da Odabá Associação de Afroempreendedorismo. A presidente da Associação Odabá, Maria Cristina Santos, salientou a importância da Fundação Pão dos Pobres para a população negra gaúcha e a localização da entidade nas proximidades do Areal da Baronesa, um dos poucos quilombos urbanos do Brasil. Clarissa Lima destacou o Cinquentenário da criação do Dia Nacional da Consciência Negra e os esforços do incansável poeta Oliveira Silveira (1941 – 2009), que dá nome a um dos espaços culturais da CCMQ.

A projeção desta sexta-feira foi a primeira da série de sessões em que Afro’N’Talks será exibida para turmas escolares. O primeiro capítulo da websérie aborda justamente a história da criação do Dia Nacional da Consciência Negra, por iniciativa de membros do Grupo Palmares, em ato realizado no clube social negro Marcílio Dias, em Porto Alegre, no ano de 1971.

 

(Texto: Daniel Scheffel Corrêa da Silva – Edição: Ludwig Larré)

Patrocinador Master
Apoio
Realização