Peça musical ‘Moira’, de Patrícia Nardelli, em apresentação única na Sala Carlos Carvalho

Foto: Roberta Fofonka

Moira” é um livro de memorias e tem apresentação única na quinta-feira (10), às 20h, na Sala Carlos Carvalho, da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ). Alargando as possibilidades da criação musical, o espetáculo funde a performance, a canção e o movimento, onde Patrícia Nardelli convida o público a adentrar o universo afetivo das canções. Ingressos a R$ 30, na bilheteria do teatro, a partir de uma hora antes da sessão.

A instalação cenográfica é o pano de fundo da performance-show de Patrícia Nardelli, um mergulho para dentro do íntimo criativo da artista, com composições autorais sobre o tecer do tempo, da memória, e dos diferentes fios que formam a trama complexa da vida. Acompanhada pelo guitarrista e músico Wagner Menezes, a artista aprofunda a pesquisa de voz e movimento em direção a encontrar o corpo da canção.

“Invariavelmente, trata-se de uma pesquisa de voz e movimento, mas de encontrar o corpo da canção. É uma proposta contrária ao meu último trabalho, “Três Canções”, que era encontrar a canção a partir do movimento”, explica Patrícia.

Desta forma, “Moira” não se trata de um show musical, mas uma peça performática aurreferencial baseada em corpo, música e composição cenográfica. O hibridismo de narrativas se manifesta também no cenário, transformado em instalação, com tramas e novelos cruzando toda a Sala Carlos Carvalho. “Moira é um convite para dentro de mim, sobre a trama do meu destino até o ponto que ele existe”, sintetiza Patrícia.

Ficha Técnica:
Concepção: Patricia Nardelli
Músicos: Patricia Nardelli e Wagner Menezes
Direção: Patricia Nardelli
Cenografia: Patricia Nardelli e Wagner Menezes
Figurino: Janaína Ferrari
Iluminação: Iassanã Martins
Técnico de som: André Brasil

Os artistas:
Patricia Nardelli é mestre em antropologia pela Ufrgs e produz criações através de dança contemporânea, performance voz e poesia. Fez parte do Grupo Experimental de Dança de Porto Alegre em 2015 e, em 2018, se junta ao Coletivo Moebius de dança contemporânea. Em 2019 estreia seu primeiro espetáculo solo intitulado Três Canções, fruto da sua pesquisa em voz e movimento.

Wagner Menezes é bacharelando em Música Popular pela Ufrgs. Trabalha como músico e professor na cidade de Porto Alegre. Durante os estudos na Ufrgs, trabalhou com performance e arranjo em repertório de rock progressivo. Atualmente pesquisa o afrofuturismo em música.

SERVIÇO

Foto: Roberta Fofonka

“Moira” – de Patrícia Nardelli
Quando: 10 de outubro | quinta-feira
Horário: 20h
Local: Sala Carlos Carvalho | 2º andar da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico / Porto Alegre)
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) | na bilheteria do teatro, a partir de uma hora antes da sessão.

Voltar