Casa Expandida encerra 2019 com grandes atrações neste sábado (7), na Travessa dos Cataventos

Acontece no sábado (7) a última edição de 2019 do Casa Expandida. Todos os espaços da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) ficam abertos ao público até a meia-noite, com atrações especiais e muita gastronomia e música na Travessa dos Cataventos, a partir das 19h. A discotecagem será do DJ Piá, os shows do Luís Vagner e de Madblush, e o projeto Experiência Redoma terá participação de Élle de Bernardini, tudo com animação d’O Cara da Sunga. A entrada é gratuita.

A partir das 19h o DJ Piá mostra o groove de mais de 30 anos ligados à música, em especial o hip-hop, funk e soul. No primeiro show, às 21h, Luís Vagner apresenta sucessos de sua carreira, com grandes composições e muito swing na Travessa dos Cataventos. Para fechar as atrações, às 22h, Madblush desfila num show que promove o lançamento de seu primeiro álbum “Cactus”, mostrando sua versatilidade com muito funk carioca, trap, hip-hop, electro com batuques e outros elementos.

Élle de Bernardini – Divulgação

Os teatros recebem o Festival Estadual de Teatro do Rio Grande do Sul (Feste), que apresenta peças vencedoras de festivais do interior do estado, todas gratuitas. Em uma parceria com o Museu de Arte Contemporânea do RS (MAC-RS), acontece, sempre no Casa Expandida, o projeto “Experiência Redoma”, uma sequência de eventos-vivos que ocorrerão na Cúpula da Casa. Na edição de novembro é Élle de Bernardini que participa, com uma performance multimídia inédita, explorando a relação do corpo de Élle – uma mulher transexual – com imagens que contam a história do século XXI. As projeções percorrem questões políticas, sociais e a profusão de mortes simbólicas que marcaram o começo do milênio.

Entre os espaços na CCMQ que também recebem público até mais tarde está a ArteLoja, com arte em diversas formas e estilos e produtos sobre o Mario Quintana; o Café Santo de Casa, com gastronomia e charme na cúpula da casa.

AS ATRAÇÕES

Foto Ireno Jardim

Luís Wagner
‘Luís Vagner Dutra Lopes” nasceu em Bagé (RS), em 1948. Mais conhecido pelo nome artístico “Luís Vagner, o Guitarreiro”, é cantor, compositor e instrumentista brasileiro. Criado numa família ligada à música (seu pai, Vicente Lopes, era músico da orquestra Copacabana Serenaders, e seu avô, Romario Lopes Brasil , além de fotógrafo, era flautista), Luís Vagner logo cedo teve contato com a música. Seu primeiro violão foi presente do avô e desde então procurou seu próprio caminho, após receber influências de todo o tipo de música. O que foi marcante para sua escalada musical foi a descoberta do rock, ao ver o filme “No balanço das horas”. Começou a compor algumas músicas em 1963, se muda com a família para Porto Alegre e participa da banda de rock The Jetsons. Em 1966 vai para São Paulo, onde “The Jetsons” vira “Os Brasas” e vai, com o tempo, marcando seu nome na história da música brasileira, incluindo a música “Luís Vagner Guitarrero”, escrita e gravada por Jorge Ben.
Hoje, mora em Porto Alegre e está finalizando novos discos e vem, aos poucos, retornando aos palcos. Formação da banda para o show na Casa Expandida: Produção: Delma Gonçalves / Direção musical: Luis Vagner / Arranjos: Marco Farias e Luis Vagner / Marco Farias: Teclado / Rick Carvalho: Contra baixo / Bateria e percussão: Tuti Rodrigues / Luis Vagner: Guitarra

Madblush

Foto – Diego Nardi

Começou a cantar em 2007, quando lançou a música “I Wanna Be Real” em seu primeiro show no Bar Ocidente, em Porto Alegre. Logo se destacou pela originalidade, energia, performance e voz, fazendo shows em: Porto Alegre, São Paulo e Curitiba. Em 2013 lançou seu primeiro EP “Intenso Cru”, totalmente produzido por ele e onde se assume de vez como compositor. Com esse primeiro EP,  Madblush fez mais shows na capital paulista e também em Montevideo, Punta Del Leste, Porto Alegre e no interior do Rio Grande do Sul. Em 2017, lançou o EP “Cactus Pt.1” e, no começo de 2018, o EP “Cactus II”. O destaque para o seu trabalho em várias matérias e o primeiro show no Rio de Janeiro prepararam o lançamento do seu primeiro álbum completo o “CACTUS”. Madblush foi indicado com o álbum ao Prêmio Açorianos 2019 na categoria Revelação. Participou de eventos importantes em Porto Alegre, como a Noite dos Museus e o Festival Porto Alegre em Cena. Atualmente vem fazendo shows da “Cactus Tour”.

Canais: https://madblush.hearnow.com | http://bit.ly/MadblushYouTubehttp://bit.ly/MadblushSpotify | https://www.facebook.com/MADBLUSH | https://www.instagram.com/madblush | https://www.twitter.com/madblush

DJ Piá

Divulgação

Piá é um dos precursores do movimento hip hop no Rio Grande do Sul. Em 1984 idealizou um grupo de dança break e criou a banda Lords, com a qual passou a se apresentar em festas da periferia, chegando rapidamente às principais casas noturnas da cidade. Em 1996, produziu a primeira coletânea de rap do Estado, reunindo treze grupos de Porto Alegre, lançou seu primeiro disco solo e se tornou conhecido no eixo Rio-São Paulo. Depois de gravar a música “Jovem Cowboy”, em 1998, com os Cowboys Espirituais (Júlio Reny, Frank Jorge e Márcio Petracco), Piá foi premiado internacionalmente pela mistura de bombo leguero com guitarras e batidas funk da faixa. Em 2002, lançou o disco “Um Pouco Sobre Todos Nós”, pela gravadora Trama, cujo trabalho rendeu o Prêmio Açorianos de Melhor Disco de Rap. Com a sua carreira de DJ, Piá já passou uma pequena temporada nos Estados Unidos, tocando em festas por lá.

PROGRAMAÇÃO
19h – Discotecagem DJ Piá – Travessa dos Cataventos
19h – Experiência Redoma, com Élle de Bernardini – Cúpula do Jardim Lutzenberger
21h – Luís Wagner Guitarrero
22h – Madblush

SERVIÇO
Casa Expandida
Quando: 7 de dezembro | Sábado
Horário: das 12h à meia-noite
Local: Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico / Porto Alegre)
Entrada franca

Voltar